segunda-feira, 20 de julho de 2009

Desejo-mor



Sabe esse desejo,
Que surge do nada,
Que nunca se sacia,
E queima como brasa,
Sabe essa menina,
Que finge que é malvada,
Mas que no fundo,
Só quer ser amada,
Sabe esse desejo?
Sabe essa menina?
São os mesmos.



5 comentários:

  1. vc escreve muito bem.. as poesias estão cade vez mais lindas

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Arrasou bonitão... a cada dia que passa suas poesias vem melhorando e ficando bonitas!!!!

    ResponderExcluir